sábado, 19 de abril de 2014

Sem definição - Fernanda Mello


Não sou boa com números. Com frases-feitas. E com morais de história. 
Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. 
Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. 
Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. 
Uma palavra que nunca dorme. 
Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. 
Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. 
Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. 
Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. 
Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. 
E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. 
Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir... 
Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: 
um dia, quando menos se espera, a gente se supera.
 E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é. 

Amor sem prazo - Marina Colasanti

Debaixo das rimas, espanando douradas poeiras românticas, 
descobrimos que o amor é mais bonito quando o aceitamos pelo que é. 
Amor sem prazo marcado, sem relógio de ponto, 
que fica quando quer e enquanto quer, 
que se permite ser intenso e passageiro como um verão de cigarra, 
sem que se queira metê-lo na prisão de eternidade. 
Amor que não sendo medido pelo calendário, 
se mede pelo prazer.

A volta - Flora Figueiredo





Você tampa a panela, dobra o avental, deixa a lágrima secar no arame do varal. 
Fecha a agenda, adia o problema, atrasa a encomenda, guarda insucessos no fundo da gaveta.
A ideia é tirar a tarja preta e pôr o dedo onde se tem medo.
Você vai perceber que a gente é que faz o monstro crescer.
Em seguida superar o obstáculo, pois pode-se estar perdendo um espetáculo acontecendo do outro lado.
Atravessar o escuro até conseguir tatear o muro, que é o limite da claridade.
Se tiver capacidade para conquistá-la, tente retê-la o mais que puder.
Há que ter habilidade, sem esquecer que a luz é mulher.
Do inferno assim desmascarado, é hora de voltar.
Não importa se é caminho complicado, se a curva é reta, ou se a reta entorta.
Você buscou seu brilho, voltou completa;
jogou a tranca fora, abriu a porta.



sexta-feira, 18 de abril de 2014

Em paz - Silvia Plath

Quando acordei esta manhã no quarto úmido e escuro,
 ouvindo o tamborilar da chuva por todos os lados, 
tive a impressão de que havia sarado.
 Estava curada das palpitações no coração que me atormentaram nos últimos dois dias, praticamente impedindo que eu lesse, 
pensasse ou mesmo levasse a mão ao peito.
 Um pássaro alucinado se debatia lá dentro, preso na gaiola de osso, 
disposto a rompê-lo e sair, sacudindo meu corpo inteiro a cada tentativa. 
Senti vontade de golpear meu coração, 
arrancá-lo para deter aquela pulsação ridícula que parecia querer saltar do meu coração e sair pelo mundo, seguindo seu próprio rumo. 
Deitada, com a mão entre os seios, alegrei-me por acordar e sentir a batida tranquila, 
ritmada e quase imperceptível de meu coração em repouso.
 Levantei-me, esperando a cada momento ser novamente atormentada, 
mas isso não ocorreu.
 Desde que acordei estou em paz. 

Felicidade - Osho


A capacidade de estar sozinho é a capacidade de amar. 
Isso pode parecer paradoxal, mas não é. 
Essa é uma verdade existencial: 
somente aquelas pessoas que são capazes de estar sozinhos são capazes de amar, 
de compartilhar, de ir profundamente ao cuidado da outra pessoa, 
sem reduzir o outro a uma coisa e sem se tornar viciado ao outro. 
Eles permitem que o outro seja absolutamente livre, porque eles sabem que se o outro partir, 
eles serão felizes como são agora. 
A felicidade deles não pode ser tirada pelo outro, porque não foi dada pelo outro. 

Espiritualidade - Brahma Kumaris


“É um equívoco acreditar que a jornada espiritual é difícil. Ela é bonita. 
Qualquer pessoa que trabalha em si vai desfrutar do benefício da mudança. 
É como se exercitar. Não é difícil, só vai tornar minha vida melhor. 
A espiritualidade é como um modo de vida. Pegue algo pequeno como acordar as crianças. 
Devería ser duro tirá-las da cama? Ou eu posso fazer isso de uma maneira diferente? 
Isso é espiritualidade. Não é nada separado de viver. 
Simplesmente consiste em fazer tudo o que eu estou fazendo hoje, 
mas cuidando de como eu sou por dentro ao fazê-lo. 
Fique feliz, seja fácil, seja contente e então faça tudo.”

Estrelas - Osho


"Uma certa escuridão é necessária para se ver as estrelas"

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Amor nos tempos de Cólera - Gabriel G Marquéz


Chegou a reconhecê-la no tumulto…
…através das lágrimas da dor que jamais se repetiria de morrer sem ela, 
e a olhou pela última vez para todo o sempre com os mais luminosos, 
mais tristes e mais agradecidos olhos que ela jamais vira no rosto dele em meio século de vida em comum, e ainda conseguiu dizer-lhe com o último alento:
- Só Deus sabe o quanto amei você.


in "Amor nos tempos de Cólera"

Vidas eternas - Gabriel G Marquez


A idade não é a realidade salva no mundo físico.
A essência de um ser humano resiste ao passar do tempo.
As nossas vidas são eternas, o que significa que os nossos espíritos continuam a ser tão jovens e vigorosos como quando éramos jovens. 
Pensa no amor como um estado de graça...
não é um meio para nada, mas sim o alfa e o ômega.
Um fim em si mesmo.

domingo, 13 de abril de 2014

Intensidade - Fabricio Carpinejar


"Não me resuma. O que é intenso não é prático." 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Dor de amor - Marla de Queiroz

" Dor de amor é a mais vulgar (no sentido de ser a mais comum), 
dor existencial é uma transcendência. 
Não evito minhas dores, vou até o cerne dos sentimentos, 
vejo-a tão vital quanto a alegria. 
Pois se, através deste processo também me vem a necessidade de auto-investigação e evolução interna, por mais desnorteada que eu me veja enquanto inserida no emocional da situação, é esse desconforto que me indica o degrau acima, me tira da zona de conforto, 
me instiga a buscar uma nova direção. 
A dor bem aproveitada não deve ser temida, deve ser usada como ferramenta para o autoconhecimento, extirpação do mal-resolvido, para o crescimento. 
Eu não temo a dor, nem emoção alguma, se assim fosse, até a alegria me incomodaria. 
O que não permito é que ela me leve ao estado da prostração, da autopiedade ou de algo que não aceite regeneração. Dor transmuta-se. E o Tempo dono de todas as coisas, ensina quão provisório é o pranto e a gargalhada. Por isso não recuso nada. 
Que venha o que vier, como vier. Eu suporto qualquer circunstância que me lapide, 
que me desassossegue para que eu valorize os momentos de paz do meu coração. 
Vida é totalidade. Inclui tudo. Vida é vontade de Mundo.
Dor faz parte da vida e, por mais preciosa que seja, 
não permito que ela seja a parte mais importante.

terça-feira, 8 de abril de 2014

Seu olhar - Priscila Rôde

"Seu olhar é o próprio fim. 
A entrada que tanto espero e lamento, onde inclino meus braços, lavo as mãos, belisco as noites e atravesso todos os dias de março, abril, maio e suas pedras. 
Projeto o mundo. 
Abraço aragens – feito um móbile solto, suspenso no teto da sala. 
Seu olhar é o próprio fim, onde envelheço e morro diariamente. 
E recomeço úmida e indiferente ao rio que passa."  

* Dedico este fragmento ao olhar mais lindo do mundo, do meu filho Eduardo que me revigora todos os dias.

quinta-feira, 13 de março de 2014

Renove-se - Marla de Queiroz

"Deixe que as coisas se renovem, e que as perdas tenham mais de um sentido,
que os vazios te ofereçam mais espaço, pra que a vida te compense com o impossível,
e permita que a alegria se aproxime, 
e que traga mais calor para os teus dias,
quando tudo te parece um desolo,
é possível ainda assim, ser poesia."

Preciosidade - Rubem Alves


"O que valeu a pena está destinado à eternidade."

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Essência pura - Adélia Nenevê

Desde que tornei-me "mãe" muitos conceitos e definições perderam o sentido 'óbvio', cada dia aprendo mais, o tempo vai passando e novas descobertas e experiencias vão me fazendo 'crescer'. Hoje aconteceu um fato que me fez refletir muito sobre "como vemos as pessoas" e me encheu de orgulho e felicidade ! 
Há alguns dias meu filho Eduardo (06 anos e meio) vem comentando de uma amiguinha da aula, de vez em quando, nas conversas que temos sobre a escola e a rotina diária sai o nome da 'referida amiguinha'... pois bem, de tanto falar da menina, eis que lanço a pergunta: - eu não conheço a ..... como ela é ? ele responde: - bem divertida, bem legal, brinca com todo mundo, muito bom conversar com ela e 'dividir o lanche' com ela... por um momento paralisei e repeti a pergunta: - mas como ela eh? ele me responde tudo de novo e da mesma forma. Não consegui disfarçar minha emoção, abracei ele e esmaguei muiiiiito ! 
Essa conversa me fez refletir e ver como somos 'pequenos e pobres' de espirito... eu, perguntando pra ele esperando uma resposta do gênero: morena, loira, cabelo assim ou assado... bonita ou muito bonita, e ele veio com a resposta como que um 'bofetão' na minha cara... eu esperando que ele a descrevesse fisicamente e ele me descreveu da forma mais pura e verdadeira:  falou tudo que a menina tem de original, as qualidades que fazem dela 'especial' ao ponto dele querer dividir o lanche e a cia. dela, em momento algum definiu aspecto físico, somente sentimental. 
Quantos de nos 'adultos' responderíamos desta forma ? o quanto enxergamos 'alem das aparências' ? quantas vezes as qualidades de uma pessoa são ignoradas pelos defeitos ou desvalorizadas pelos atributos físicos ? Poucas conversas me marcaram tanto quanto esta, foi um 'chacoalhão' que levei do meu filho de pouco mais de 06 anos...
 Amanhã e de agora em diante olharei cada vez mais 'essência' e menos 'aparência'; quem sabe assim o mundo torne-se mais colorido e verdadeiro, como citou Antoine Saint Exupery: 'O essencial é invisível aos olhos....' Agora entendi ! obrigada meu filho querido !

sábado, 7 de setembro de 2013

A utopia - Eduardo Galeano

A utopia está lá no horizonte. 
Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos.
 Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. 
Por maisque eu caminhe, jamais alcançarei. 

Para que serve a utopia? Serve para isso:
para que eu não deixe de caminhar. 

A hora certa - Emiliano Di Cavalcanti

Tem coisas que Deus dá para a gente aprender, 
e tem coisas que Deus só dá quando a gente aprende. 

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Tem de tudo - O Teatro Mágico

“Tem beijo que parece mordida, tem mordida que parece carinho. 
Tem carinho que parece briga, tem briga que aparece pra trazer sorriso. 
Tem riso que parece choro, tem choro que é por alegria. 
Tem dia que parece noite, e a tristeza parece poesia.
 Tem motivo pra viver de novo, tem o novo que quer ter o motivo. 
Tem aquele que parece feio, mas o coração nos diz que é o mais bonito.”

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Sem respostas - Nicholas Sparks

Mas sabia que o amor era difícil, assim como a vida. 
Sofria reviravoltas impossíveis de ser previstas ou mesmo entendidas, 
e deixava um longo rastro de arrependimento pelo caminho. 
E, quase sempre, esse arrependimento levava a perguntas do tipo
 “E se...” que nunca poderiam ser respondidas. 

in "O melhor de mim" pág. 32

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Não se economize - Prof Marins

Quanto mais uma pessoa se economiza,
 mais os outros a economizarão. 
E de que forma? Não lhe contando nada, 
deixando-a de lado das decisões, 
enfim, não perdendo tempo com ela.
E assim a pessoa vai ficando cada vez mais por fora, 
alheia a tudo que acontece. 
E claro, logo será esquecida das promoções, 
das oportunidades de crescimento pessoal e profissional.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Coragem de ser feliz - Luis Fernando Verissimo

Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. 
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. 
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, 
sentir o nada, mas não são. 
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas,
 os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.
 O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, 
apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
 Não é que fé mova montanhas,
 nem que todas as estrelas estejam ao alcance,
 para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória
 é desperdiçar a oportunidade de merecer.
 Pros erros há perdão; 
pros fracassos, chance; 
pros amores impossíveis, tempo. 
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. 
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Morte do amor - Carpinejar

"O amor nunca morre de morte natural. Morre porque o matamos ou o deixamos morrer… Morre com um beijo dado sem ênfase. Um dia morno. Uma indiferença. Uma conversa surda… O amor é sempre assassinado. Para confiarmos a nossa vida para outra pessoa, devemos saber o que fizemos antes com ela."

Momentos mágicos - José Saramago

"Nada é para sempre, dizemos,
 mas há momentos que parecem ficar suspensos, 
                           pairando sobre o fluir inexorável do tempo."

Doce companhia - Fernanda Mello

"Sou uma ótica companhia para mim mesmo,
adoro ficar sozinho, lendo, 
escrevendo ou fazendo o meu nada.
 Prefiro me afundar em mim
a ter que ouvir gente falando merda ou contando vantagem.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Inesquecível - Cáh Morandi

"Sempre sobra alguma coisa, um segundo no tempo, 
um lapso de memória. 
Um som, um gesto, uma palavra, um toque, 
qualquer coisa viva e intensa. 
Mesmo mínima, mesmo perdida em milhões de anos luz, 
essa pequena faísca que brilhou e apagou quase que ao mesmo tempo,
 se eterniza em algum lugar da história. 
Não morrerá comigo, você se fez inesquecível."

domingo, 20 de janeiro de 2013

Sem você - Los Hermanos

“Sei que a tua boca já beijou a outra que não a minha. 
Sei que já amou a outros quando não me conhecia. 
Mesmo assim, teu carinho me tomou o peito,
 e hoje sem você não mais consigo ser do mesmo jeito.”

Inflados - Lígia Guerra

A vida é um ato de fé.
Ela não ganha força com
o suspiro da hesitação.
A felicidade requer
pulmões inflados de coragem!

Instantes - Adélia Nenevê

Quantos dias lamentei porque a vista do meu quarto é outro prédio, e muitas vezes quiz olhar pra fora, ver vida e encontrar um sorriso apenas. Mas há noites como esta, que ouço os pingos da chuva no telhado de zinco do mesmo prédio, e meus sentimentos se tornam mais intensos, um misto de nostalgia e esperança do que há por vir...
Aí me questiono se a vida não é isso: um dia a necessidade de um sorriso, noutro a graça da solidão...
Enquanto isso, a chuva lá fora cai lentamente levando a água que jamais voltará a cair ali, do mesmo modo e no mesmo tempo.
Viajo nos pensamentos e comparo a chuva às nossas vidas, o que vivemos e sentimos num instante nunca mais voltará. O que nos faz continuar é saber que novas águas virão, que viveremos novos sentimentos e que temos a chande de eternizá-los ou não; tudo dependerá da intensidade...

domingo, 13 de janeiro de 2013

Viver - Agatha Christie

"Eu gosto de viver. 
Já me senti ferozmente, desesperadamente,
 agudamente infeliz, dilacerada pelo sofrimento, 
mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, 
que estar viva é sensacional."

sábado, 12 de janeiro de 2013

Reflexos - Bibiana Benites

"Antes de (in)compreender o próximo, 
tente se encontrar por dentro pra encurtar o caminho do entendimento. Quando passamos a nos observar mais, 
 temos facilidade em não julgar com tanta imponência,
 a fragilidade e o erro humano. 
Pois somos, de certa forma, o reflexo do outro.
 E a incompreensão também."

Felicidade - Priscila Rôde

"Há quem tente culpar o outro pela falta de sorte e de riso,
 pelo dia nublado, pela dor acumulada nos ombros. 
Há quem tente a infelicidade o tempo todo. 
Que bom que, da nossa felicidade, a gente mesmo cuida. 
A gente mesmo inaugura, a gente mesmo exala.
 Há quem tente plantar um olhar mais enviesado dentro do novo momento, mas também há, 
outro tanto de gente que tenta amaciar a nossa vida com pequenos detalhes. Ser feliz é ser um tanto despreocupado, sabe? 
Por mais que a gente tente, às vezes, não há outro jeito:
 feliz é ser, todo dia." 

Sonho de amor - Zibia Gasparetto

Se você é infeliz no amor, preste atenção no que está fazendo em sua vida. Identifique os papéis que tem assumido e reconheça que você não é nada daquilo. Descobrir como você é, do que gosta é a chave para obter felicidade.Conhecer-se é fundamental. Saiba avaliar o que lhe dá prazer. Respeite seus sentimentos. Não tenha medo de ser o que é.
Se fizer isso, sentirá um calor agradável no peito, uma alegria gostosa, que tornará sua vida mais bonita e colocará mais sedução em seu sorriso.
Essa beleza da alma que se reflete nos sentimentos verdadeiros atrai, conquista, seduz. É o carisma. E se você jogar fora seu "sonho de amor", deixar acontecer naturalmente, gostar das pessoas como elas são, descobrirá de quanta beleza, dignidade, dedicação e amor elas são capazes. É só tentar.

Sonho - Poe

Tudo aquilo que vemos ou parecemos
é apenas um sonho dentro de um sonho.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Verdade e Fé - Karla Tabalipa

"... te desejo fé.
E é o que eu desejo a qualquer pessoa 
que passar por mim nessa vida. 
Seja de forma positiva ou não. 
Porque até os que de alguma forma me fazem mal,
 me ajudam a crescer, 
reconhecer ainda mais quem me faz bem, 
e sentir a consciência tranquila, por ser diferente.
Mas fé tem que andar com a verdade, viu? 
Falando e vivendo o que diz.
Sem demagogia.
Fé que cura, que traz paz, e dá forças pra ser feliz.
Porque amanhã é outro dia. 
Em branco e cheio de – lindas – possibilidades."

Todos os caminhos - Lenine

"E o certo é que eu não sei o que virá. 
Só posso te pedir que nunca se leve tão a sério,
 nunca se deixe levar, 
que a vida é parte do mistério, 
é tanta coisa pra se desvendar..." 

Lenine in 'Todos os caminhos'

Maturidade - Martha Medeiros

"Quero que o fato de ter uma vida prática e sensata 
não me roube o direito ao devaneio
Que eu nunca aceite a idéia de que a maturidade 
exige um certo conformismo."

Se for serás - Chico Buarque

"Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar, mas se o destino insistir em nos separar, danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas. Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos, profetas, sinopses, espelhos, conselhos, se dane o evangelho e todos os orixás. Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz, consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela, está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz, serás o meu amor, serás a minha paz.”

sábado, 5 de janeiro de 2013

Evolução - Martin L King

“Talvez não tenhamos conseguido fazer o melhor,
mas lutamos para que o melhor fosse feito.
Não somos o que deveríamos ser, não somos o que iremos ser..
mas Graças a Deus, não somos o que éramos.”

Renovação - Henri F Amiel

                               "Vivemos quando nos renovamos."

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Causa e Efeito - Ralph W Emerson

"Homens fracos acreditam na sorte.
Homens fortes acreditam em 
causa e efeito."

Vaidade - Carpinejar

Não se vanglorie do próprio amor, 
o risco é se isolar na vaidade
 e achar que sempre agrada.

Realidade - Cássia Eller


"Bobeira é não viver a realidade..."

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Ano Novo - Lothar Schmidt

Todos temos motivos para festejar o Ano-Novo. 
Sobrevivemos ao velho!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Otimismo - Chico Xavier

Não percas o otimismo. 
O trabalho é uma benção. Age construindo. 
Quem serve aos outros, semeia paz e alegria para si mesmo. 
Se erraste, recomeça a empreitada da ação na qual te comprometeste. 
Não creias em vitórias do Bem, sem árduos problemas a resolver. 
Convence-te de que a dor é sempre renovação para o Bem. 
Evita os assuntos infelizes. 
Fala, auxiliando em favor da tranqüilidade e da elevação. 
Aprende simplicidade, para que não te vergues ao peso de bagagens inúteis. 
Não fujas à luta que a vida te propõe, na intimidade de ti mesmo e, atendendo ao trabalho do dia-a-dia, a fim de superá-la, 
Conserva a certeza de que é pelas tuas próprias prestações de serviço ao bem comum que a bênção da vitória de marcará. 
Em nossa condição evolutiva, ainda não sabemos medir a resistência, 
uns dos outros. 
Em razão disso, guardemos a nossa dor ou a emenda que é positivamente nossa e exportemos alegria e esperança onde estivermos.

domingo, 23 de dezembro de 2012

O ciúme - Rubem Alves

" Ela tinha a beleza tranquila da maturidade.
 Alguns fios de cabelo branco davam ao seu rosto um encanto especial.
 De hábitos domésticos e simples, um de seus prazeres era assentar-se numa poltrona e entrar na bolha que a leitura cria. 
Quem lê está num outro mundo, muito distante.
O marido a observava de longe. Olhos que observam são aqueles que olham quando o outro não está olhando. Seu olhar era o de apaixonado que desconfia, olhar de ciúme. Os olhos do ciumento vigiam. 
Vigiam gestos, movimentos, horas, sorrisos. 
Vigiam porque as modulações silenciosas e distraídas da pessoa amada podem conter revelações sobre aquilo que ela esta pensando. 
O ciumento suspeita que o ser amado lhe esconda alguma coisa. 
Olha na esperança de ver algo escondido, de entrar dentro do segredo do outro. O ciumento detesta os pensamentos. 
Por mais que os vigie, eles estão além de sua vigilância.
Ele queria adivinhar seus pensamentos.
 E a sua vigilância se exacerbava quando ela sorria ou ria. 
Como explicar este sorriso se ele, o marido, não estava dentro do livro? 
Ela não precisava dele pra ser feliz. 
Porque ali, mergulhada no livro, o marido não existia..."

"O ciúme nasce quando se toma consciência de que a pessoa amada é livre. Ela é um pássaro pousado no ombro. 
Nada o prende. Pode voar quando quiser."

   Extraido do livro: Cantos do pássaro encantado            

Educação - Carpinejar

"Educação combina com sensibilidade. 
Combina com romantismo. 
Mostra que estamos ouvindo o que está sendo dito.
 Não é um item repressor. 
Não traduz falta de liberdade.
 É o contrário: os bons modos são revolucionários. 
Significa respeitar o outro de igual para igual.
 Significa não dar ordens. 
Significa intimidade."

Mistura perfeita - Carpinejar

"Misture amizade, ternura, paixão,
 tara, confidência, respeito,
 admiração e dependência, 
e vc está ferrado: 
o resultado disso é amor."

Minha escolha - Los Hermanos

Ora, se não sou eu, 
quem mais vai decidir o que é bom pra mim?
 Dispenso a previsão! 
Ah, se o que eu sou é também o que eu escolhi ser aceito a condição. 
Vou levando assim, 
que o acaso é amigo do meu coração, 
quando fala comigo, 
quando eu sei ouvir..."


Deixe-se em paz - Martha Medeiros

“Não dê tanta importância à melhor roupa para vestir,
 à melhor frase para o primeiro encontro,
 às calorias que deve queimar, 
à melhor resposta para quem lhe ofendeu, 
às perguntas que precisa fazer para se autoconhecer. 
Chega de se autoconhecer. 
Deixe-se em paz.”