quarta-feira, 23 de março de 2011

Isolamento - Caio F Abreu


'Esta coisa terrível de não ter ninguém para ouvir o meu grito.
Esta coisa terrível de estar nesta ilha desde não sei quando.
No começo eu esperava, que viesse alguém, um dia.
Um avião, um navio, uma nave espacial.
Não veio nada, não veio ninguém.
Só este céu limpo, às vezes escuro, às vezes claro,
mas sempre limpo, uma limpeza que continua
além de qualquer coisa que esteja nele.
Talvez tudo já tenha terminado
e não exista ninguém mais para lá do mar
mais longe que eu vejo.'

2 comentários:

Kelly Maia disse...

Solidão é esvaziamento.
Bonito é ver alguém se encher de sentido sem estar acompanhado.
:)

Lindo blog!
Bjus

Tais Luso disse...

Que lindo esse texto, parece um grito de lamento, de angústia... de uma súplica.

É brutal.
Beijos, amiga!
Tais Luso