sexta-feira, 24 de julho de 2009

O caminho para o amor - Deepak Chopra

A maioria de nós sai à procura do amor levado por duas forças psicológicas poderosas;
a fantasia do romance ideal e um medo de que não o encontremos e nunca sejamos amados. Esses dois impulsos são auto-sabotadores, embora de maneiras diferentes.
Se você levar consigo uma fantasia idealizada de como deveria ser o amor,
vai perder a coisa real quando ela cruzar o seu caminho.
O amor real começa com interações cotidianas que possuem a semente da promessa,
não com o êxtase total.
Quando você se apaixona, se apaixona por um espelho de suas necessidades mais atuais.
Você descobre o caminho não pensando, sentindo ou fazendo, mas se entregando.
O medo do compromisso reflete a crença de que o espírito é inalcançável.
Desse modo, não há esperança de alcançar o amor.
A união sexual imita a criação divina.
O que você expressa através de sua paixão é o amor de Deus por Deus.
A energia nascida do amor é criativa – renova tudo que toca.
Qualquer desejo de crescer está seguindo o fluxo do amor.
O amor é o início da jornada, o seu fim e a própria jornada.
Os mestres espirituais nos dizem que o estado de iluminação
– que é totalmente livre, extático e ilimitado -
é vislumbrado de perto no orgasmo; pelo menos, é este o seu potencial.
Por que o sexo é tão poderoso?
Porque estamos constantemente buscando o estado do êxtase original.

Um comentário:

magali castilhos disse...

Adoro esse autor e achei lindo o trecho do livro. Fiquei louca pra ler...